Lenços Removedores de esmalte - Fenzza

Você sabe qual é a união da praticidade, limpeza e aroma?
Bem, quando o assunto é esmalte, podemos destacar os lencinhos removedores de esmalte.
Eles são tão úteis que andei lendo na "net", que algumas meninas estão até substituindo a acetona / removedor e algodão por eles. E o porque dessa mudança?
Eu já respondo.
Resolvi experimentar os lencinhos da marca: Fenzza.


Meu diagnóstico: Eu particularmente adorei os lencinhos, mas não posso compará-lo a outros, porque ainda não testei os lencinhos de outras marcas. Gostei da eficácia dele, pois ele cumpre o que promete. 
Uma vez, eu usei 1 lencinho para retirar o esmalte das 10 unhas (é muita economia e praticidade em um só produto, kk). 
Só não gostoi muito da "melequinha" que fica no final, mas nada que uma esfregadinha de uma mão na outra, não resolva.

Nota: 9.0

0 comentários:

Você sabe como surgiu a unha francesinha?

Em termos de esmalte, um estilo que nunca sai de moda e faz sucesso em qualquer lugar do mundo é, definitivamente, a francesinha.

A pintura clássica das unhas claras com as pontinhas brancas é a escolhida por milhares de mulheres, todos os dias, nos mais diversos salões. Mas será que quem adota a produção discreta e até mesmo ingênua das unhas francesinhas, faz ideia de como surgiu esse estilo?

Como o próprio nome denuncia, a origem da pintura deu-se na França, durante o século 18. A época, marcada pelo Iluminismo, pregava a busca pelo prazer, mesmo com a pobreza que se alastrava pelo país.

O número de prostitutas era alto e os banhos, cada vez mais raros.
Procurando uma maneira de esconder a sujeira acumulada debaixo das unhas, as meretrizes francesas passaram então a pintar a ponta de suas unhas.O truque que servia como um modo de transmitir boa aparência, acabou se tornando uma forma de identificar as prostitutas, distinguindo as damas das cortesãs.

Com a chegada dos anos 70, as francesinhas se espalharam pelo mundo com a ajuda do maquiador e cabeleireiro Jeff Pink. Após uma de suas viagens a Paris, onde encantou-se pela técnica, o norte-americano levou o estilo até as atrizes de Hollywood, onde a moda foi difundida.

Graças à evolução dos cuidados e higienização das unhas, as francesinhas deixaram de ser um simples meio de esconder sujeira e tornaram-se referência mundial no quesito beleza e cuidado com as unhas.

0 comentários:

Ombré Hair e Ombré Nail, você sabe o que é?

Ombré é uma palavra derivada do francês que significa "sombreado" (esfumado).

Nos cabelos
Enquanto as luzes californianas eram feitas com a raiz escura e as pontas mais claras, o Ombré Hair é mais sutil, ele faz um degradê no cabelo. Ele começa na raiz com luzes suaves que vão se tornando mais claras no comprimento e nas pontas dos cabelos.

  

  


Nas unhas
Assim como o degradê é feito nos cabelos, essa técnica migrou para as unhas também e o conceito continua o mesmo: começa escuro e depois vai clareando , como nos cabelos ou começa com uma cor clarinha e vai escurecendo; tanto faz, é só usar a imaginação.

  

  

1 comentários:

Esmaltes: sucessos de 2011 e tendências para 2012

Confira os dados de manicure deste ano, curiosidades e o que está por vir 
Matéria do site: TodaEla


As mulheres que ainda conseguem resistir às novas cores, texturas e coberturas de esmaltes já podem ser consideradas minoria. Em 2011, houve uma explosão de novas marcas e coleções nacionais que se esforçaram para seguir a onda internacional de manicure, fazendo com as unhas ganhassem destaque nos looks e red carpets.

O TodaEla mostrou aqui algumas variedades de coberturas presentes no mercado hoje, mas ao longos dos últimos meses, algumas em específico se destacaram. E, para o ano que vem, novas versões devem surgir, enquanto outras continuarão a fazer sucesso nos salões.

Para acompanhar as tendências, há aquelas que não deixam de cuidar das mãos. Uma pesquisa feita pelo Instituto Gallup, nos Estados Unidos, revelou que 64% das mulheres do país fazem a manicure no mínimo uma vez por semana. Mas não é novidade que já existem meninas que desenvolveram uma paixão pelos vidrinhos e trocam as cores nas pontas dos dedos todos os dias.

Não é a toa que o crescimento das vendas do produto cresceu 59% em 2011, de acordo com o site especializado WWD. Para se ter uma ideia do que isso significa, basta fazer um simples comparativo: no caso dos batons, esse aumento foi de apenas 8%.

Esmalte faz história


Mas não é de hoje que o costume de colorir as unhas existe. A estimativa é de que foi no ano 600 a.C. que surgiu o primeiro esmalte, que seria uma invenção chinesa. É claro que a fórmula não era a mesma que conhecemos hoje. Essa teve origem apenas séculos depois e foi criada por Michelle Menard, na década de 1920.

Coleção Tom Ford. Fonte: Divulgação

E desde então o produto só evolui. Hoje, a opção mais cara do mercado é o produzido por Tom Ford, que custa 30 euros.

Gold Rush Couture. Fonte: Divulgação 

Mas há edições limitadas ainda mais ousadas. Um exemplo é o Gold Rush Couture, lançado pela Models Own, que foi o esmalte mais caro da história, com preço aproximado de 130 mil dólares.

O custo se justifica pela composição: sua fórmula possui ouro como ingrediente e o metal precioso também pode ser encontrado na embalagem, que possui ainda diamantes cravejados.

A moda do surgimento de novas cores teve seu pontapé inicial em 1994, com o lançamento do Vamp, da Chanel. Anos depois, a Maison italiana lançaria em seu desfile o Jade, que desencadeou de vez o interesse das marcas por ousar em novas coleções e tonalidades.

A fixação com a manicure ganhou espaço inclusive no Guiness – O Livro dos Recordes de 2012. Nele Chris Walton comemora o título de ter as maiores unhas do mundo, somando 6,02 metros.

O que foi sucesso em 2011

Mas entre tantas cores, coberturas e efeitos, quais as tendências que mais conquistaram as mulheres em 2011?

Coleção Penélope Charmosa. Fonte: Divulgação - Risqué

Em primeiro lugar, vale lembrar a onda colorida que invadiu as prateleiras de perfumarias e lojas de cosméticos. Brancos, rosados e o pretinho básico foram deixados de lado para abrir espaço para rosa, amarelos, laranjas, azuis e vermelhos de todas as variações.

Esse último, inclusive, é o que conquistou um público maior. Se antes havia um certo preconceito para quem exibia unhas com o tom, hoje até os namorados se renderam à beleza de uma manicure vermelha.


Coleção Color Effect. Fonte: Divulgação - Risqué

Mas, principalmente no inverno, houve espaço para tons mais sóbrios e coleções que combinaram com os dias frios e cinzentos. Nessa época, foi possível escolher entre versões nude, tons acinzentados, pretos, roxos e azuis fechados.

Para quem quis inovar também não faltaram tendências. As cores metalizadas estiveram em alta e inspiraram linhas fashionistas.

Muito brilho na coleção da Hits. Fonte: Divulgação

O brilho esteve na unha da maioria das mulheres. Esmaltes flocados, 3D, glitterados deram um toque de sofisticação aos looks de 2011.

No caso das unhas decoradas, a criatividade dos designers fez que com surgissem estilos que não é possível contar nos dedos. Um deles é o filha única, em que apenas um dos dedos (em geral, o anelar) é pintado com uma cor diferente ou recebe desenhos de poás, animais e outras decorações.


O animal print que invadiu a moda também ganhou versões na nail art. A estampa de oncinha foi a preferida das mulheres, sendo retratada com diferentes combinações de cores: dourado e preto ou rosa e roxo, por exemplo.


Entre as técnicas de decoração mais simples de colocar em prática, estão a meia-lua invertida e a Louboutin, que também fizeram sucesso nos salões em 2011. A primeira consiste em pintar a parte próxima às cutículas das unhas em formato de meia-lua com uma cor diferente.


A última é inspirada no solado dos luxuosos calçados do designer e, por isso, nela o verso das unhas é pintado de vermelho.



Houve espaço ainda para o surgimento de um novo método de fazer a manicure. Em vez de pintar a ponta dos dedos com esmaltes, algumas mulheres apostaram nos adesivos, que estão disponíveis em diferentes desenhos, duram mais e prometem continuar em alta no ano que está por vir.

Entre as celebridades, as unhas foram alvo de cliques e, em alguns red carpets, chegaram a chamar mais atenção que o próprio look. Naomi Yasuda, por exemplo, que é a responsável pela manicure de Lady Gaga, revelou que pode demorar até três horas para desenvolver alguns estilos mais ousados.

Rihanna, Katy Perry e Alexa Chung também deixaram a criatividade se manifestar por meio das mãos. No caso das duas primeiras, elas ainda aproveitaram para exibir as unhas stiletto, que são grandes e pontiagudas, feitas com a ajuda de postiças.

O que esperar em 2012

Muitos esmaltes que foram usados em 2011 tendem a continuar a fazer sucesso no próximo ano. Esse é o caso dos metálicos e do vermelho, por exemplo. Entre os efeitos, os cromados devem ganhar mais espaço, combinados inclusive a outras cores que estarão em alta.

No caso dos tons, o laranja deve predominar, principalmente no período de calor. Isso porque esta é a cor do verão, eleita pela Pantone. Por isso, vale apostar no coral e outras variações.

Algumas cores que continuarão a conquistar as fãs de manicure são rosa, azul (marinho, royal ou pastel), verde e amarelo.

Segundo o Nail Fashion Week, primeiro desfile em que os modelos eram os dedos, as tendências para o 2012 incluem ainda cintilantes claros ou escuros, a inglesinha e as formas da nail art.



A inglesinha é uma versão colorida da clássica francesinha que permite várias experimentações. É possível mesclar cores opacas com glitterados ou cintilantes, por exemplo.



Já na Nail Art, o diferencial devem ser os desenhos geométricos, que apareceram em praticamente todos os desfiles do evento. Um exemplo da técnica é a espanhola, que consiste em dividir as unhas na diagonal, usando cores diferentes de cada lado.

Opções para suas unhas em 2012 não vão faltar.

Feliz Ano Novo. Feliz 2012

0 comentários:

Slider[Style1]